domingo, 8 de fevereiro de 2009

Infverno

É frio o vento que corta a pele!
É frio o tempo que passa!
É fria a água!
É frio o toque!
É frio até o sol!

Seca a pele, seca o tempo, seca a água. Seca o toque e seca o sol. Seca até pensamentos e corações! Seca mesmo almas!

As folhas caem, galhos se retorcem, como se a vida aos poucos se esvaice como se o sague ficasse mais espesso e corresse mais lento.

Fica tudo frio, FRIGIDO! Olhares frigidos, desejos frigidos, palavras frigidas, sonhos frigidos.

Tudo desregulado, desregrado, degenerado... é o caminhos estreito entre espinhos. São cortes profudos. Marcas permanentes. Dores. Fluidos.

GELO. A morte e a conservação de mãos dadas rumo ao abismo dos dias cinzas e chuvozos.

----------------------------------------------------------------------------------

FELIZ ANIVERSÁRIO PRA MIM, O PRIMEIRO NO INVERNO ;)

2 comentários:

Vinícius disse...

Parabéns filhão!!!
Tudo de bom....
Que DEUS te ilumine e guarde...
bjão!!!

samira_viana disse...

Cruzes! Tão frio assim?! Deprimo só de ler!
Pq azul? Preferia a cor de antes.